Más notícias

No último minuto da noite, suspirei. Escolhi a opção desligar e Speed Painting – Bob Ross parou de tocar. Lembro que aquele minuto foi o mais longo de todos. Antes que tudo sumisse, fechei os olhos e, além de estrelas, vi o quão cruel tinha me tornado e o quanto minha automutilação tinha sofrido uma freqüência significativa e rápida, tudo isso ultimamente. Não reclamei da música que parou, não tossi, não cuspi, nada fiz. Só fiquei analisando minha fraqueza que não tinha sistema, eu não sentia ela ficar inoperante durantes algumas horas, ela continuava lá, bem intacta e sólida. Comecei a pensar em uma vista além do apartamento, todo aquele mar me causava angústia por minhas frustrações criadas pela cabeça. Não admitia que algo ou alguém, conseguisse ser mais intenso e grandioso quanto minhas crises e convulsões durante a noite, por isso odiava o mar. Odiava mesmo. Em uma determinada época, cheguei a pensar que se o mundo explodisse e voltasse à sua origem Big Bang, eu, certamente, descansaria e suspiraria como naquele minuto. Consegui imaginar tudo aquilo durante 59 segundos e quando voltei a iluminar minhas pupilas, vi que eram 00:00. Houve morte cerebral no mesmo instante, feito zeros, eu estava vazio. Não continha sentido continuar cortando as asas de quem nunca voou.

Imagem

Anúncios

Exploda sua exatidão

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s